As entidades Instituto Tibagi e a Guarda Mirim de Foz do Iguaçu foram eleitas para integrarem a coordenação do Fórum de Aprendizagem do Estado do Paraná. A escolha dos dois representantes da sociedade civil aconteceu no Auditório da Escola Judicial do TRT-PR, na tarde desta segunda-feira (12/03). Além das entidades eleitas, a coordenação do Fórum permanece a cargo do TRT-PR, da Procuradoria Regional do Trabalho do Paraná e da Superintendência do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Desembargadora Rosemarie Diedrichs Pimpão (centro) é gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem

A gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem do TRT-PR, desembargadora Rosemarie Diedrichs Pimpão, na condição de anfitriã, agradeceu a presença de cada um dos participantes, e abriu a plenária ressaltando o bom relacionamento entre o Poder Público, as organizações não governamentais e o setor empresarial, em proveito do tema e ações efetivadas.

Na sequência, a procuradora do trabalho Marianne Josviak falou sobre os desafios atuais do Fórum, que passam diretamente pela Reforma do Ensino Médio, pelas Reformas do Direito do Trabalho e Previdenciária. “Uma situação a ser resolvida é a de alguns adolescentes que têm conflitos de horários entre as aulas teóricas do curso de aprendizagem e atividades complementares dentro da própria escola”, exemplificou.

Recém eleita, a representante do Instituto Tibagi, Eliane Caviquioli, considera que a questão da aprendizagem teve conquistas e avanços recentes, mas que só foram possíveis por conta do espírito de união entre as entidades e o Poder Público. “Nós temos que articular esta atuação coletiva como documentação, ou seja, formalizar todas as nossas reinvindicações e fazê-las com que elas cheguem ao governo local e a Brasília”, declarou.

Pela Guarda Mirim de Foz do Iguaçu, Renann Ferreira também destacou a necessidade de interiorização do Fórum, assim como de reforço na atuação conjunta. “Se não nos unirmos seremos engolidos por estas mudanças na legislação, como é o caso da Reforma do Ensino Médio, então o Fórum é o espaço propício para esta união”, finalizou.

Plenária reuniu representantes do Poder Público e da Sociedade Civil, bem como jovens aprendizes

Instituto Tibagi e Guarda Mirim de Foz do Iguaçu sucedem a Universidade Livre para Eficiência Humana (UNILEHU) e a Associação Beneficente Curitibana (ABC Vida). A posse deve ser realizada na próxima reunião, que será realizada no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do bairro Portão, em Curitiba.

Texto: Assessoria de Comunicação do TRT-PR
Fotos: Alexandre Gonçalves