Segundo o Manual de Implementação do Programa Adolescente Aprendiz (Ministério do Trabalho e Emprego, 2011) o Programa auxilia na inclusão social, contribui para o amadurecimento mental, estimula o desenvolvimento profissional e ainda pode garantir um aumento na renda familiar, ou seja, volta-se à promoção da profissionalização do adolescente. Vislumbra-se deste modo a importância da presença do departamento de psicologia e de serviço social, que como técnicos verificarão as condições sociais, psíquicas e biológicas do aprendiz para a inserção no mundo de trabalho, e que consequentemente desfrute de boa qualidade de vida.